São Paulo, Brasil
(11) 3875-0807
alemdaruaatelier@gmail.com

VeroCast Ep. 11 – Em busca da essência

O PODCAST DO ALÉM DA RUA ATELIER

VeroCast Ep. 11 – Em busca da essência

Este podcast está meio brainstorm, pois tem muitas idéias e pensamentos. Começo falando sobre o tanto de falsas promessas que vejo pela internet afora, passando por minha opinião sobre coachings e terapeutas formados em um final de semana. Termino falando sobre a importância da busca de nossa essência, da verdade e do amor.

Vem comigo!!!

Me segue no insta: @verokraemer

Em busca da essência

Beijossssssssssssss

Vero Kraemer ♥

 

10 comentários

  1. Nanci Mas dos Santos disse:

    Vero, minha menina linda, esse podcast fez super sentido pra mim. Eu, Nanci, busco no artesanato, meu bem estar. Qdo eu comprei seu curso de mosaico, eu sabia que estava comprando o curso de uma pessoa que ia acrescentar conhecimentos, uma pessoa séria e profissional. Dessa mesma forma eu comprei vários cursos de patchwork da pessoa que, na minha opinião, é a melhor, aquela pessoa que divide para multiplicar e que não esconde o “pulo do gato”, como voce não esconde também. Quanto a ansiedade, eu sei bem como são difíceis as crises e o quanto é mais difícil ainda sair delas. O que eu faço é sim para meu bem estar, é a minha terapia. Eu tenho a síndrome do pânico há mais de trinta anos, tomo meus remedinhos pq são necessários,vivo com alguns limites, mas sou feliz, faço o que gosto, o que me dá prazer e ponto!
    Grande beijo e saiba que te admiro pela sua dedicação, ética, talento e por esse lindo sorriso que já te disse que adoro!🌹❤❤❤😘

  2. Janete Ferreira Lisboa disse:

    Verô Bom dia acabei de ouvir seu podcast.
    Na verdade eu estava sentindo falta de vc mesmo. Rsrs.
    Assim como vc estou envolvida em vários projetos. E estou caminhando bem devagar.
    Mas isso vem bater com o que vc fala Desdo início do ano venho procurando fazer tudo que quero e agosto porém como são coisas que quero muito fazer por necessidade e por por pra prazer.
    Adorei ouvir vc pq vi que estou no caminho.
    Está difícil pq estou aprendendo a ter paciência e disciplina. Nunca dei prioridade a essa necessidade
    Estou mais tranquila não vou dizer que nao estou preocupoda, estou sim pq meu dinheiro vem do meu trabalho, tenho que ter foco nisto. Os cursos que comprei com vc e outros volta do para o artesanato tem me dado um bom horizonte.
    Mas vou procurar fazer as coisas que me der prazer e satisfação,
    Muito obrigada
    ♥️♥️♥️🙏🏿😘

  3. Gostei de suas argumentações, pq na real, as pessoas visam muito o lado comercial. Fazer – vender. Quando faço um trabalho me dedico totalmente, estou ALI, corpo, alma e coração.
    Comecei no artesanato fazendo flores e percebi através dos anos, hoje tenho 60, que as flores são minha essência primordial. Depois de uma crise violenta de transtorno do estress pós traumático, me isolei, repensei sobre tudo na vida. Família, relacionamentos, casamentos, amizades, religião, enfim, tudo.
    Hoje consigo separar o joio do trigo e me sinto + completa.
    A felicidade ela transita, não é estática, na verdade nada é.
    Tu transmite muita energia e faz bem para as pessoas. Tu encontrou teu caminho e é admirável tua simplicidade.
    Segue que tu tá certa!

  4. Verô, você é mesmo uma pessoa muito especial, eu não sei nem como eu cheguei até você, mas você me ganhou na sua primeira fala, no seu sorriso aberto e verdadeiro, me ganhou tanto que eu virei vip no seu canal, e isso não é uma coisa fácil, afinal não tenho muito “saco” pra internet…kkk. Acho que nós somos tão similares em algumas coisas, que tenho certeza que se morassemos mais perto seríamos grandes amigas, afinal já temos algumas coisas em comum, somos taurinas, amamos criar, e isso por si já estabelece uma grande conexão…kk Mas quanto ao podcast, concordo plenamente com você, vivemos num momento que queremos tudo muito rápido, tudo é pra ontem, e isso abre um espaço enorme para os vendedores de “milagres”. Mas ainda bem que ainda temos pessoas como você, que se doam inteira por amor…bj enorme

  5. Maria Amparo disse:

    Verônica, nossa me emocionei com o seu podcast.Estou numa luta diária com a depressão e a síndrome do Pânico. Sei pouca coisa de tecnologia, mas em 2018 comecei a descobrir as lições de artesanato dentre outras coisas e fui despertando novamente p/ o artesanato mas acontece exatamente o que vc falou a pessoa te dá algumas coisas gratuitas só que se vc quiser se aprofundar ou terminar determinadas coisas vc tem que comprar o curso. Desculpa eu acho isso errado. Lógico a pessoa tem que ganhar dinheiro mas não desse jeito vc não sabe em que situação financeira e emocional que a pessoa do outro lado se encontra. É um assunto que não dá p/ explanar totalmente nós comentários, mas eu adotei o seguinte veio com esse tipo de venda não compro só o faço se tiver um maior conhecimento de quem é o profissional ou se estiver precisando e poder estar investindo. Bjs. Vc é 10 .

    • Silvania Camila disse:

      Verô…amei te ouvir mais uma vez. Sigo seu canal há algum tempo e tem sido muito inspirador. Você está certíssima com relação a seguir a nossa “essência”. É um caminho difícil, de descobertas desafiadoras, mas é importante para se encontrar como pessoa.

  6. Eliana disse:

    Linda, maravilhosa, encantadora!Tudo isso é vc. Só sigo quem eu gosto. Claro que não somos perfeitas, e n tudo eu gosto,as a maioria do que vejo em suas redes sociais eu amo. Faço roupas de candomblé ( entre outras coisas bolsas,roupas comuns, casacos vestidos, só não gosto de costurar malhas), sou excelente costureira , gosto do que faço. Além disso faço a linha DIY. E tem gente que me diz que vou na internet roupas um terço do meu preço. Vero, não paga nem o metro do tecido. E roupas de candomblé gastam rendas caras. É mais ou menos o que vc disse acima: mentira. Então faço o seguinte: tenho meu valor e se quiser me pagar bem, se não , sinceramente, espero que mandei o dinheiro e não recebam a encomenda,rsrs. Desculpe,as tenho que valorizar meu trabalho. Além de costurar, bordo, pinto móveis, estou aprendendo mosaico com vc, etc etc etc. Faço 60 anos em agosto, apesar dos problemas do mundo consigo ser feliz e amar a maioria das pessoas que conheço pessoalmente ou não e vc é uma dessas encantadas. Bjusss

  7. Verô, o podcast fez todo o sentido. Também estou passando por uma fase de questionamentos profundos e, como você, descobri que o mais importante de tudo é vivermos e agirmos de modo a respeitarmos nossa essência. Se os outros acham certo ou errado, não importa… O que importa é a serenidade que a gente alcança quando fazemos o que amamos. Só assim podemos alimentar o nosso “eu”. Grande beijo.

  8. Elisabeth Trinxet disse:

    Verô, que bonito fala pronta entregar as pessoas.
    Beth

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *